Newsletter
Notícias

COCARI: Cooperados da Integração Cocari/Aurora alcançam resultados históricos em fevereiro e março

14/04/2021

Fevereiro e março de 2021 foram os meses em que a Integração Avícola Cocari/Aurora apresentou as maiores médias de Índice de Eficiência Produtiva (IEP) de toda a história. A média de IEP desses meses chegou a 432,83 pontos. A média obtida em março foi 429,17 pontos e a de fevereiro, de 435,85 pontos. Para realizar este cálculo, a Aurora considera todos os aviários integrados, aproximadamente 240 unidades. Cada vez que algum aviário atinge o maior IEP de um lote, considerando a sexagem do lote (macho, fêmea e misto), é feita uma premiação.

O recorde anterior de lotes mistos era do aviário de Geraldo Semensato, que foi conquistado em setembro de 2018, com IEP de 488 pontos. No início do mês de fevereiro de 2021, Gisele Visioli obteve um IEP de 491 pontos, recorde para lotes mistos dentro da Avicultura Aurora. Perto do final do mês de fevereiro, um produtor do Sistema Aurora, porém de outra filiada, obteve um IEP de 493 pontos, tomando a primeira posição no recorde da Avicultura da Aurora. No entanto, em março de 2021, Paulo Couto, avicultor da Cocari, obteve o IEP de 506 pontos, conquistando, assim, a primeira colocação. Um dia depois, José Afonso Couto, irmão de Paulo, obteve um IEP de 500 pontos. Com isso, nos dois últimos meses, a Avicultura Aurora registrou os quatro maiores IEPs de sua história, ranking no qual os cooperados da Cocari ocupam a 1ª, 2ª e 4ª posições.

Segundo os responsáveis pela área, Andreo Eckel, supervisor técnico de Avicultura do Fama - Aurora (Frigorífico de Aves de Mandaguari - Aurora); Thiago Toshio Ricci, gerente ambiental e avícola da Cocari; e Fernando Esteves Trentinalha, analista avícola da Cocari, os resultados refletem a melhora na genética dos animais, a nutrição assertiva e o diferencial da integração, que é o bom manejo dos produtores e o investimento constante na melhoria da ambiência dos aviários, com a orientação da equipe técnica da Aurora.

Para o mês de abril, há expectativa de novo recorde de produção média, pois há excelentes lotes a campo. Somada a isso, a queda de temperatura, dada a época do ano, tende a favorecer o desempenho final dos lotes.

Entre os benefícios de ser um avicultor da Integração Cocari/Aurora, o produtor pode contar com o cumprimento efetivo de regras pré-estabelecidas e com a transparência quanto a pagamentos, fechamentos de lotes e demais fatores que perfazem uma integração. “Quanto às regras pré-estabelecidas, nós da Integração Cocari/Aurora fazemos questão de informá-las a todos os avicultores, bem como, caso ocorra alguma inserção ou alteração em regras ou modus operandi, todos os avicultores são informados tanto pelos colaboradores da Cocari como pelos técnicos da Aurora”, comentam.

A partir desse compromisso estabelecido com todos os integrados, a Integração demonstra ao produtor segurança e transparência de que o pagamento do lote de aves será exclusivamente dependente de dados mensuráveis, referentes ao lote produzido por cada avicultor. Caso a diretoria da Aurora decida que deva ocorrer alguma mudança na tabela de pagamento, um informativo é feito a todas as cooperativas filiadas à Aurora, que, por sua vez, repassam a informação aos avicultores.

Além disso, o produtor cooperado é dono da cooperativa, nela tem voz ativa e participa dos lucros. “A cooperativa realiza a divisão de sobras, dessa forma, o produtor tem participação nos lucros, o que não ocorre em nenhuma empresa privada”, destacam.

Outro ponto levantado pelos responsáveis é a facilidade de contato com equipe técnica, gerência e filiada. “O produtor encontra sempre a cooperativa de portas abertas e colaboradores disponíveis para o diálogo”, lembram.

“Todos os envolvidos devem ser cumprimentados pelos excelentes números: Fábrica de Ração, Nutrição, equipe técnica e, principalmente, os produtores, a partir de quem todo o trabalho anterior se transforma em resultado”, ressaltam.

Imprensa Cocari