Newsletter
Notícias

Curitiba será uma das cidades da 4.ª edição do Ciclo de Debates Abralatas

23/09/2013

No dia 4 de outubro Curitiba será palco de um debate sobre a gestão de resíduos sólidos e soluções para melhorar as condições de trabalho dos catadores e a produtividade das cooperativas de materiais recicláveis. A cidade foi escolhida para encerrar a 4.ª edição do Ciclo de Debates Abralatas. O evento, que será realizado no Auditório do Setor de Tecnologia do Centro Politécnico da Universidade Federal do Paraná (UFPR), terá a palestra de abertura realizada pelo escritor e jornalista Fernando Gabeira.


Além da capital paranaense, o ciclo também passará por Belo Horizonte (MG), no dia 4 de setembro; e Fortaleza (CE), no dia 12 de setembro. Além de Gabeira, outros nomes confirmados para o debate são o de Luiz Eduardo Cheida, Secretário de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Paraná; Renato Eugenio de Lima, Secretário Municipal do Meio Ambiente de Curitiba; e Edson Luiz Peters, Promotor de Justiça do Ministério Público do Paraná.


O evento também será uma oportunidade para a apresentação de soluções sustentáveis para a coleta seletiva de resíduos sólidos, como o “Cavalo de Lata”, um carrinho para coleta; e o “Catafácil’, um software de gestão cooperativa de reciclagem.


Segundo Renault Castro, diretor executivo da Abralatas, é importante ampliar a participação de pesquisadores e estudantes acadêmicos no contato com cooperativas de catadores e com o setor de bebidas e embalagens. “Nos ciclos dos anos anteriores levamos a discussão da reciclagem, do trabalho dos catadores e da Política Nacional de Resíduos Sólidos ao Ministério Público, indústria e ao Executivo. Agora, queremos incluir as universidades e os pesquisadores nesse debate”, explica.


Castro destaca ainda a importância de soluções engenhosas e criativas. “Acredito que a colaboração que o meio universitário pode dar vai beneficiar os trabalhadores do setor, garantindo competitividade na venda da sucata, além de despertar para a sociedade o impacto ambiental das embalagens”, afirma.


O Ciclo de Debates


O objetivo do Ciclo de Debates, promovido pela Abralatas desde 2010, é trazer à discussão temas que possam estimular a produção sustentável. Um dos caminhos escolhidos foi aproximar as cooperativas de catadores de materiais recicláveis de outros setores. Nas primeiras edições, por exemplo, o Ciclo reuniu representantes do Ministério Público, da indústria de bebidas, do alumínio, recicladores. Em 2012, participaram candidatos a prefeitos de quatro capitais (Rio de Janeiro, Recife, Manaus e Porto Alegre), que puderam apresentar à sociedade suas propostas para implantação da Política Nacional de Resíduos Sólidos em seus municípios.


Sobre a Abralatas


Criada em 2003, a Abralatas é uma associação civil sem fins lucrativos que reúne os fabricantes brasileiros de latas de alumínio para bebidas e que busca, através do compartilhamento de experiências, contribuir com o desenvolvimento e a ampliação da competitividade dessa embalagem no Brasil. Através da realização de palestras e seminários, a associação propõe também a discussão sobre novas práticas capazes de reduzir os impactos ambientais e apontar novos estudos sobre a reciclagem, com a finalidade de gerar resultados positivos para a natureza e para a sociedade.


SERVIÇO



Ciclo de Debates Abralatas

Data: 4 de outubro

Horário: 09h

Local: Auditório do Setor de Tecnologia do Centro Politécnico da Universidade Federal do Paraná (UFPR)

Entrada: franca


PROGRAMAÇÃO


9H – Abertura


Mesa formada por Renault Castro, Diretor Executivo da Abralatas; Zaki Akel Sobrinho, Reitor da UFPR; Álvaro Pereira de Souza, Pró-Reitor de Administração da UFPR; Edson Luiz Peters, Promotor de Justiça do Ministério Público do Paraná; Gustavo Fruet, Prefeito de Curitiba; Luiz Eduardo Cheida, Secretário de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Paraná (Sema); Renato Eugênio de Lima, Secretário Municipal do Meio Ambiente de Curitiba; e Marilza Lima, representante do Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis.


9h30 – O Impacto Social da Política Nacional de Resíduos Sólidos


Fernando Gabeira


10h – Planos de Gestão de Resíduos Sólidos (PGRs) do Paraná e de Curitiba


Luiz Eduardo Cheida, Secretário de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Paraná; e Renato Eugenio de Lima, Secretário Municipal do Meio Ambiente de Curitiba.


10h20 – As implicações sociais e de trabalho dos catadores de materiais recicláveis a partir dos PGRs do Paraná e de Curitiba


Edson Luiz Peters, Promotor de Justiça do Ministério Público do Paraná.


10h30 – INTERVALO


10h45 – Inovações – Soluções sustentáveis para coleta seletiva de resíduos sólidos


“Cavalo de Lata” – Carrinho para coleta de resíduos sólidos – Jason Vargas; “Catafácil” – Software de gestão de cooperativas de reciclagem – David Romeros; “Catasig” – Software de gestão de cooperativas de reciclagem – Uilmer Rodrigues Xavier da Cruz; Programa Bolsa Reciclagem de Minas Gerais – José Aparecido Gonçalves, diretor do Centro Mineiro de Referência em Resíduos; A Universidade como desenvolvedora de novas soluções – Regina Célia Zanelatto, MSc. Bióloga e Gestora Ambiental da UFPR ou outros representantes da UFPR.


11h45 – A visão dos catadores de materiais recicláveis sobre a PNRS


Marilza Lima, representante do Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis do Paraná.


12h – Debate


Participação da Plateia.


12h45 – ENCERRAMENTO


Renault Castro, Diretor Executivo da Abralatas

Paranashop